Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Zibaldone

Zibaldone

30
Jun16

Traduções tentadas #3

Francisco Freima

Hoje, deixo-vos com uma tradução que fiz de um poema de Mihai Eminescu. Quando estive na Roménia, aprendi um pouco da língua, aprendizagem facilitada pelo facto de ter uma grande biblioteca particular à minha disposição (a ONG onde trabalhava alugou-nos uma casa de um antigo professor). Nela, encontrei o génio de Mihai Eminescu, o maior escritor romeno de todos os tempos.

 

Şi dacă...

 

Şi dacă ramuri bat în geam
Şi se cutremur plopii,
E ca în minte să te am
Şi-ncet să te apropii.

Şi dacă stele bat în lac
Adâncu-i luminându-l,
E ca durerea mea s-o-mpac
Înseninându-mi gândul.

Şi dacă norii deşi se duc
De iese-n luciu luna,
E ca aminte să-mi aduc
De tine-ntotdeauna.

 

Mihai Eminescu

13/15 Noiembrie 1883

 

E se...

 

E se ramos batem nos vidros,

E se tremulam os choupos,

É como ter-te em mente

Ao chegares lentamente.

 

E se brilham no lago estrelas,

Iluminando as profundezas,

É como na dor uma paz

Aclarando minhas certezas.

 

E se embora as nuvens vão

E luz a lua à minha frente,

É como em mim a recordação

Do teu olhar para sempre.

 

Mihai Eminescu

13/15 de Novembro, 1883

30
Jun16

Diário expedicionário

Francisco Freima

30 de Junho (1884) - Depois de meia hora de marcha principiámos a atravessar uma terrível floresta, que nos deixou em miserável estado. Às 10 h. parámos para a gente da comitiva conduzir água, pois não se encontra senão amanhã. Continuámos a marchar na floresta. Acampámos no sítio chamado Macamdongo. Largámos às 7:40, acampámos às 00:40, rumo E. verd.º e 11'. Encontrámos gente da Handa, sobrinhos do soba que nos acompanham.

 

Quem me visse na barraca a coser os rasgões que o mato me fez nas calças e casaco, ria-se!!... que miséria! Estamos sem água e poupámos um resto como uma preciosidade!! parece café com leite!! Depois de coser as calças fui ler Darwin, Voyage d'un naturaliste autour du monde; que espírito tão observador, que linda exposição.

29
Jun16

Liberdade!

Francisco Freima

Saíram em liberdade dezasseis dos dezassete activistas angolanos (Nito Alves só sai em Agosto)! Hoje é um dia feliz, a pressão sobre o regime angolano resultou, o encontro de solidariedade para com os presos políticos, que ocorreu no último fim-de-semana, teve o efeito desejado. A opinião pública angolana mostrou a sua força, mostrou que a liberdade nunca morrerá às mãos de tiranos.

 

Isto no dia em que surgem notícias da recandidatura de José Eduardo dos Santos à liderança do MPLA, perfilando-se ainda a sua filha Isabel como possível membro do novo Comité Central. Por cá, PSD, PP e PCP, apoiantes declarados da ditadura angolana, devem estar tristes. O regime corrupto-cleptocrático-nepotista está pela hora da morte. O poder treme e não deverá demorar muitos anos a cair.

 

Enquanto a «brigada do reumático» luandense prepara o beija-mão, nos dezasseis activistas libertados repousa a esperança de uma Angola democrática. Estou para ver a cara de alguns ex-deputados, alçados a governantes, a receberem os seus homólogos angolanos, ex-presos políticos. Grande cara-de-pau, se apertarem as mãos daqueles que deixaram à sua sorte, não aprovando sequer um voto de condenação. Shame on you!

 

Viva a Liberdade!!!

Pág. 1/12

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor