Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zibaldone

Zibaldone

25
Ago16

CMS

Francisco Freima

Como já aqui escrevi, o Seixal é a sétima câmara mais endividada do país. Imune a essa situação, a CDU segue a sua política de sacudir a água do capote, imputando todas as desgraças ao Estado. Exemplo: a câmara é responsável pela contratação de pessoal para os jardins de infância. Apesar disso, a câmara tergiversa, enche a boca com a política educativa do Governo, quando ela é a primeira a destruir o sistema educativo. Não contratam pessoal e no 1º ciclo ainda mantêm a prática jurássica dos horários duplos. Em Almada, os livros do 1º ciclo são comparticipados a 100%. No Seixal, não. As cantinas são outro problema: com uma população gravemente afectada pelo desemprego, seria de supor que a câmara abrisse os refeitórios nas férias. Não, a câmara prefere espatifar milhões na sua sede megalómana. As PPP dos Serviços Centrais e Operacionais representam o gasto mais absurdo de sempre, o município está a pagar uma renda exorbitante para usufruir de dois edifícios que poderia ter construído. O caso dos Serviços Operacionais é o pior, pois apresenta inúmeras falhas estruturais. 

 

Depois, temos a demagogia: no dia 25 de Abril, com toda a pompa e circunstância, o executivo camarário inaugurou a nova ponte pedonal entre as Paivas e a Arrentela. Esqueceu-se foi de informar que a mesma foi financiada pelo supermercado E. Leclerc. Os TST foram privatizados, a câmara assobiou para o lado, porque tem tratamento preferencial nas alturas de aperto, sobretudo na época da Festa do Avante. O Avante são os nossos Jogos Olímpicos anuais: durante o ano, o executivo não se preocupa com a gestão/manutenção dos equipamentos, os espaços verdes, o bem-estar da população... nas vésperas da festa, trabalham a um ritmo alucinante, para dar a quem chega uma imagem distorcida da realidade. Nesse aspecto, seguem a cartilha da antiga URSS, quando esta convidava figuras notáveis da sociedade ocidental a irem ao «Paraíso Socialista na Terra», conduzindo-as por locais completamente desfasados da realidade quotidiana. Hoje, só a Coreia do Norte faz isso.

 

Habituados a controlarem tudo nas instituições/estruturas concelhias, não suportam a ideia de oposição. O PCP no Seixal é hoje o partido mais sectário, não ouve ninguém, se as coisas não lhe agradam, grita, esperneia, chantageia, manipula, choraminga. Longe vão os tempos em que constituíam uma falange formidável de militância. Tornaram-se um partido fechado sobre si mesmo, envelhecido, pesado, ditatorial. Os poucos jovens que por lá andam, ou fartam-se depressa de tamanha rigidez (no BE costumamos receber antigos militantes da JCP), ou tentam acreditar no evangelho comunista ortodoxo. A maioria incensa os santos oficiais, aprovados pelo Comité Central. Francisco Paula de Oliveira, o Pável, é um nome proscrito, uma memória incómoda: o PCP enlameou a reputação do seu dirigente mais notável, associou-o à PIDE, negou-lhe um futuro em Portugal. Ele, que sacrificou tudo pelo partido, acabou traído pelos próprios «camaradas». Esta paranóia continua: quem for vagamente suspeito de algo, está tramado. No Avante, é ver os funcionários da câmara a ir ao beija-mão, a aparecerem nas festas do concelho para não se tornarem suspeitos de qualquer traição. Os coitados dos comunistas são até obrigados a entregarem o dinheiro que receberam pelo trabalho nas mesas de voto. Podem dizer que é uma contribuição voluntária para o partido, mas queria ver o que aconteceria ao primeiro que dissesse não. Certamente iria ganhar pó na prateleira...

 

O PCP no Seixal lembra o Vaticano no tempo daqueles papas que se rodeavam de amantes, bajuladores e luxos vários... A sorte deles é terem pessoas capazes noutros lados, Almada é um exemplo de boa gestão. O Seixal, não.

5 comentários

Comentar post

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor