Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Zibaldone

Zibaldone

03
Ago16

Diário expedicionário

Francisco Freima

3 de Agosto (1884) - Logo pela manhã principiou-se a passar cargas e gente para a outra margem. O rio tem uns 30 metros de largura e bastante fundo, correndo 2 a 3 milhas por hora. Perto do rio uma libata Matumbo que há quatro ou cinco dias foi incendiada e roubada por uma guerra da Bunda (Babundo) do lugar T'chala. Aí encontrámos os feitiços do Quibanda. Corre o rio numa planície dando bastantes voltas. 

 

Às 10 h. tínhamos concluído esta faina largando a comitiva às 10:45. Às 2 h. chegámos à mulola e acampámos no mato às 3:20. 

 

Continua esta zona deserta, não se encontra nada; se não fossem os nossos bois tínhamos morrido à fome! Sempre mato! É uma zona horrível a que temos atravessado, e isto acompanhado com as deserções da gente, torna a nossa posição bastante difícil. Mas avante! Boa noite.

 

Conchas do rio Longa. Plantas parasitas.

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor