Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zibaldone

Zibaldone

20
Ago16

Diário expedicionário

Francisco Freima

20 de Agosto (1884) - Caminhámos 3/4 de hora para encontrar o Quembo e depois para chegar ao ponto para a passagem do Cuando, o que se fez na confluência dos dois rios; tivemos de caminhar em pântanos com água pela cintura uns 4 ou 5 quilómetros, isto entre capim e caniço! terrível marcha; enfim chegámos ao ponto e em duas horas passámos toda a bagagem e gente para a outra margem do Cuando, com ajuda de canoas do gentio e o nosso bote. Este rio que no tempo das chuvas alaga uns 5 a 6 quilómetros nas suas margens decerto é intransponível nesse tempo. Felizmente já transpusemos esta barreira que é respeitável.

 

É preciso muita força de vontade para levar avante uma viagem destas; andar, debaixo de um sol ardente, em pântanos, molhado até à cintura, é para um homem perder o ânimo! mas avante, mais uns grãos de quinino e esquecer!

2 comentários

Comentar post

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor