Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Zibaldone

Zibaldone

24
Set16

Diário expedicionário

Francisco Freima

24 de Stembro (1884) - De Muene Cafuta ao rio Cabompo, gastámos em viagem das 7:30 às 11:30 (10'), porque parámos às 11:10 e 11:30. Encontrámos o rio Luamutua que seguimos e parámos três vezes rumo N. E.

 

Muita caça e rasto de elefantes.

 

É o rio Cabompo um formoso rio de 80 a 100 metros de largura, muito profundo; as suas margens são altas e cobertas de vegetação. Plantas da margem, conchas e umpequeno animal do lodo (esquisito).

 

Passámos as cargas e gente do nosso bote. Matámos duas quissemas; belos antílopes e uma cria de outro antílope.

 

Estamos acampados numa bela floresta; ouve-se o roncar do cavalo-marinho. De noite ouviu-se o estalar das árvores pelo elefante.

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor