Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Zibaldone

Zibaldone

08
Mar17

Diário expedicionário

Francisco Freima

8 de Março (1885) - Passámos para a outra margem do Luapula; aqui o rio ainda é mais longo, tem seguramente agora um quilómetro. O soba não se portou mal, com doze canoas passou-se tudo depressa. Tem havido tais contradições a respeito do europeu que esteve no Bangueolo, que estamos perfeitamente às aranhas! Agora, segundo disse Muene Quinhama parece ser verdade ter estado ali um europeu e o que parece é que é o mesmo que esteve no Mussire.

 

Assim resolvemos, visto aquele explorador ter estudado o lago e não termos já fazenda senão para a retirada, seguirmos para o nosso destino visitando contudo a catarata. Tudo acabou! E os artigos mais importantes como quinino e fazenda estão a concluir! Não podemos fazer mais nada. O estudo do lago só se pode fazer vindo da costa de E. pois quem chega como nós do O. vem já com a expedição esgotada tanto em recursos materiais como de forças; e ainda mais se chega na estação das chuvas em que é quase impossível fazer nada, e os rios alagam extraordinariamente formando pântanos e lagoas: é água por toda a parte. Outra questão é a de embarcações, e que nós não temos. Um lago como aquele não se circum-navega numa canoa de pretos!

 

Estou um pouco incomodado.

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor