Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Zibaldone

Zibaldone

27
Jul16

Ekatarina Velika

Francisco Freima

No segundo trabalho, o primeiro como Ekatarina Velika, os EKV decidiram novamente fazer do nome da banda o mesmo do álbum. Continuou o aprofundamento de novas sonoridades, com uma ênfase especial na secção rítmica, na qual pontificava uma Margita Stefanovic na plenitude das suas capacidades. Convém referir aqui o grande talento de Margita, uma mulher muito à frente do seu tempo: extremamente culta, foi pianista de grande craveira (basta dizer que era a melhor da sua turma, e que a mesma tinha por lá um tal de Ivo Pogorelic...). Formada em arquitectura, sentiu o chamamento do rock quando Milan Mladenovic convidou-a para ser a teclista dos EKV. Teria ainda uma arremetida fulgurante pela escrita, publicando dois livros de contos em 1996 e 1998.

 

Se entretanto o teclado perdeu força no rock contemporâneo, a mestria de Margita permitiu que muitas das músicas sobrevivessem ao teste do tempo. Neste álbum, realço as músicas Oci Boje Meda, Tatoo e Olovne Godine. A primeira é muito alternativa, descreve uma relação de sado-masoquismo, vendo alguns fãs no título (Olhos Cor-de-Mel, em português) uma referência escondida ao uso de metanfetaminas (Med/Met). A segunda, Tatoo (Tatuagem) evidencia as raízes punk de Milan Mladenovic, antigo membro dos Sarlo Akrobata. É uma música com uma forte carga niilista e que critica o «seguidismo» das pessoas em relação a certas modas, como é o caso das tatuagens. Seis anos antes de Kurt Cobain cantar, em Stay Away, «fashion shits, fashion style», já Milan arranjara a fórmula para fundir o punk e a pop. Quanto a Olovne Godine (Anos de Chumbo), é, a par de Ruke (Mãos), a música mais sombria do álbum. Tendo como título o nome de uma época sombria da história italiana, é quase a versão sonora d' A Persistência da Memória, de Salvador Dalí. O quotidiano, representado numa rotina brutalizante de trabalho nas minas, foi outra inspiração. 

 

Estávamos em 1985. No ano seguinte, os EKV tomariam de assalto as tabelas de vendas, tornando-se a maior banda jugoslava de todos os tempos.

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor