Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Zibaldone

Zibaldone

13
Jun17

Homenagem à Catalunha

Francisco Freima

bandeira Catalunha.jpg

Uma nação orgulhosa não esquece os agravos do passado. Uma nação orgulhosa procura por todos os meios a sua independência, mesmo que para isso tenha de derramar o sangue dos seus filhos. É neste ponto, imune a estratagemas eleitorais, que a bela Catalunha tem de satisfazer os lídimos anseios do povo.

 

Os políticos tergiversam: falam em referendos, dividem-se sobre a legitimidade conferida pelo apoio espanhol a nova consulta popular. O povo já deu para esse peditório, o Sim venceu com 80%, naquilo que nunca deveria ser sujeito à frieza dos números. Vontades soberanas regem-se pelo acalentar de um sonho. A morte é um preço que vale a pena pagar por todos quantos acreditem num ideal, pois vingados serão aqueles que tombarem em defesa da sua pátria. Mais do que vingados, serão honrados.

 

A independência da Catalunha deverá ser proclamada pela Generalitat, apoiada pelo seu parlamento e defendida pelos seus cidadãos. Caso Madrid decida marchar contra Barcelona, a comunidade internacional terá de tomar a única posição defensável: apoiar os independentistas e ferir a Espanha com um embargo. A independência é uma evidência, esperar pelo que nunca virá é trair o destino com a realidade mais bisonha. Nestes momentos julgam-se caracteres, desista de correr quem não sinta a grandeza do momento. Aos demais, bravos e belicosos, compete mostrar que este é um caminho de glória.

 

Catalães, unam-se em torno da vossa bandeira e defendam a vossa terra!

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor