Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zibaldone

Zibaldone

10
Mai17

Jazz pour Tess

Francisco Freima

Salvador Sobral.jpgÀs vezes há males que vêm mesmo por bem. O facto de não estar a conseguir colocar o vídeo de jazz (nem sequer com o iframe) levou-me a pensar noutro post enquanto o sapo trata dos seus insectos. Como ontem foi a meia-final da Eurovisão e o Salvador Sobral passou, penso que daria um bom assunto.

 

Ontem, assistimos a um dos raros casos em que a qualidade artística saiu premiada. No meio de tanta "música" insípida, o momento da noite foi quando o Salvador subiu ao palco para cantar «Amar pelos Dois». Sou suspeito, além de gostar muito da Luísa Sobral, identifico-me bastante com a letra que ela escreveu. A interpretação do Salvador, ao contrário do que se ouviu por aí, é a apropriada para aquela composição, vê-se que é autêntica, e uma música daquelas só precisa disso, de autenticidade. Qualquer concessão que fizesse mataria o tema, porque à força do sentimento trazido pelas palavras escritas não corresponderia o intérprete despojado da sua individualidade.

 

Vivemos na Era do Ruído. Hoje basta tirar sons de um qualquer instrumento exótico para alguém considerar-se músico. Ou, como sucedeu ontem com os restantes concorrentes, cantar em inglês. No caso eurovisivo, a desgraça foi ter aparecido nos anos 70 uma banda sueca que até cantava bem na língua dos Beatles. A partir daí, à passagem do tubarão apareceram as rémoras a tentarem copiar a fórmula. Sem grande sucesso, diga-se. No sábado deverá vencer uma dessas músicas ready-made que nada acrescentam e que normalmente devem o seu interesse à peculiaridade de uma "mulher barbuda" ou à questão política do momento. Das que ouvi até agora, somente a italiana está à altura, por isso não me importaria se perdêssemos para o Francesco Gabbani. Ao nível temático, a paródia de «Occidentali's Karma» é claramente inspirada na «Centro di Gravità Permanente» de Franco Battiato, um dos meus músicos preferidos.

 

Quanto a nós, só temos de ficar orgulhosos. Fomos muito bem representados.

8 comentários

Comentar post

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor