Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zibaldone

Zibaldone

08
Mar17

Leoas de Rojava

Francisco Freima

YPG.jpgNa data em que se celebra o Dia Internacional da Mulher, faço a minha homenagem àquelas que para mim são as mais corajosas do mundo: as soldados do YPG, que diariamente arriscam a sua vida na linha da frente.

 

Combatentes aguerridas, têm dado tudo pela independência do Curdistão e pela derrota do Daesh. Muitas já morreram no campo de batalha, mas no final serão elas a celebrar a vitória contra a pior ameaça à civilização desde o nacional-socialismo. Nessa luta de libertação, têm assumido o comando em diversas operações militares, sendo que os pelotões mistos têm por norma uma mulher como líder.

 

Feministas assumidas, seguem a ideologia de Abdullah Ocalan (criador do apoísmo, baseado no marxismo-leninismo), o grande teórico da independência curda. Numa época em que feminazi anda na boca de todos os que tentam tolher a participação das mulheres, no Curdistão temos a resposta das femimarx. Mas essa é a história que não convém à imprensa e aos donos disto tudo: a das mulheres de «extrema-esquerda» que vivem, lutam e morrem por uma democracia socialista e feminista.

 

Entre nós e a barbárie está um exército de mulheres. São as Leoas de Rojava.

Kurdishstruggle.jpg

8 comentários

Comentar post

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor