Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zibaldone

Zibaldone

04
Mai17

Neruda

Francisco Freima

Já li quem caracterizasse este filme como biografismo mágico, no que me parece ser uma definição feliz. Em Neruda, a realidade mistura-se com a ficção, levando aos costumeiros equívocos.

 

O primeiro deles é a personagem de Óscar Peluchonneau, interpretada por Gael García Bernal. O retrato que o filme pinta do antigo Director Geral da Polícia de Investigação do Chile não bate certo com a realidade histórica. Estou como um dos descendentes do antigo inspector: se era para a pantomina, ao menos mudassem o nome à personagem. Tudo em Peluchonneau é ridículo: o bigode, a presunção, a operação que monta para apanhar Pablo Neruda. Este inspector trapalhão, narrador durante boa parte do filme, tem ainda assim a virtude de entreter o espectador com os seus pseudo-dilemas existenciais e a sua vontade inglória de se tornar um herói. Descrito por uma das personagens como «metade otário, metade idiota», cumpre o quesito da originalidade, pois nem chega a ser desfavorável para o Peluchonneau histórico, de tão inverosímil que é a sua postura.

 

Quanto a Neruda, o filme cai nos clichés habituais quando o assunto é poesia transplantada para o cinema. Muito panache e pouca sensibilidade para com a razão de estarmos ali: afinal, Neruda é um dos grandes poetas do século XX, muito maior do que a história de uma incompetente perseguição policial. A poesia entra pouco nestas contas, quando o poeta não está a fugir de quem vigia os seus passos, está em autênticos bacanais, a cumprir os excessos da praxe. 

 

O enredo acaba nos Andes, numa altura em que o filme assume claramente a categoria de biografismo mágico. As fronteiras entre perseguido e perseguidor esbatem-se na neve andina: entre o inspector trapalhão e o poeta do amor vemos que há muito mais a uni-los do que a separá-los.

10 comentários

Comentar post

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor