Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zibaldone

Zibaldone

17
Mar17

O meu pai

Francisco Freima

Pai.jpgOntem, não estive cá tempo suficiente para escrever o que me aprouvesse, por isso deixo agora este pequeno apontamento sobre o meu pai, cuja foto, tirada algures nos anos 70, ilustra este post.

 

O meu pai nasceu no Alentejo, no concelho de Odemira. Veio para Lisboa ainda novo, mas como não aguentava o ar poluído da capital decidiu mudar-se para a Margem Sul. Empregado de pronto-a-vestir, foi depois dono de um café até se reformar. Quando conheceu a minha mãe já era um caso perdido de benfiquismo, pelo que passei parte da infância a ver jogos no Estádio da Luz antigo. Além do Glorioso, partilhamos os valores de esquerda, embora ele seja socialista. Nunca se filiou em nenhum partido e o seu político preferido foi o Ramalho Eanes (talvez a razão porque simpatizo também com o general). Curiosamente, no que divergimos mais é na música: ele adora fado e eu detesto 

 

Quanto à minha relação com ele, só posso dizer que é o melhor pai que podia ter. Além de ter uma grande paciência para aturar as minhas travessuras, é a pessoa mais bondosa que conheço. No resto, apoiou-me sempre em tudo.

14 comentários

Comentar post

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor