Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Zibaldone

Zibaldone

18
Mai17

O vendedor

Francisco Freima

Esta é a história de Rana e Emad, um jovem casal que se vê forçado a mudar de casa após uma obra pública ter afectado a estrutura do prédio onde viviam. Actores de teatro, aceitam a sugestão de um colega e alugam um apartamento sugerido por ele. Entre os ensaios de A Morte do Caixeiro-Viajante e o seu quotidiano, irá interpor-se um episódio que marcará a intertextualidade da peça em relação ao filme: Rana é atacada por um homem, que deixa algumas pistas durante a fuga. Estas darão o mote à perseguição movida por Emad contra o desconhecido, embora a mesma acabe da maneira mais desconcertante.

 

A investigação de Emad traz à tona os dilemas criados pelo filme, a balançar entre a vingança e o perdão, numa série de intenções e equívocos que dão força ao enredo. Não revelo mais, porque este é daqueles filmes que vale mesmo a pena ver, sendo também uma boa introdução a Asghar Farhadi, realizador iraniano cuja obra mais conhecida será porventura A Separação (2011).

4 comentários

Comentar post

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor