Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Zibaldone

Zibaldone

07
Jun17

Fechar Almaraz

Francisco Freima

Manif Madrid 10 de Junho.jpg

Este fim-de-semana volto à estrada, a caminho de mais uma manifestação antinuclear. O ano passado estive em Almaraz e pude confraternizar com os camaradas do outro lado da fronteira, pessoas excepcionais que têm dedicado a sua vida à maior causa ambiental da Península: fechar Almaraz e todas as demais. 

 

Em Madrid, 400 portugueses irão expressar o seu descontentamento pela forma como está em funcionamento uma central nuclear que já expirou o seu tempo de vida há seis anos. Mas, para mim e para todos os ambientalistas, a questão principal nem é essa, porque com ou sem prazo estas centrais representam um perigo desnecessário quando existem outras fontes de energia à disposição dos países. Estranhamente, ainda há pessoas que defendem o nuclear, mesmo após as tragédias de Chernobyl e de Fukushima. Aberrações como a AAEN (Associação dos Ambientalistas a favor da Energia Nuclear) só servem para dividir um movimento com argumentos capciosos. A energia nuclear até podia ser a mais limpa do mundo, que um desastre a tornaria logo num perigo imediato para as populações. Segundo estas pessoas, o risco de um terramoto ou de um maremoto vale bem a pena não ser equacionado, o que interessa é acabar com o efeito estufa de qualquer maneira. Os fins justificam os meios.

 

Este encontro de activistas servirá também para homenagear a companheira Gladys del Estal, assassinada pela Guardia Civil numa manifestação antinuclear em Tudela (Navarra), no dia 3 de Junho de 1979.

Actualidades

Antiguidades

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D

Bloguista

foto do autor